Os cuidados com a saúde são cada vez mais constantes. Além de se preocuparem com a aparência e o físico com a realização de exercícios físicos, as pessoas também estão investindo em sua alimentação. Afinal, a expectativa de vida aumentou e chegar à velhice com saúde é o que deseja a grande maioria das pessoas atualmente. Por isso é que elas estão investindo em uma alimentação mais saudável, rica em nutrientes que ajude a melhorar o funcionamento do organismo, que previna doenças e que melhore o metabolismo do corpo.

Além de investir no consumo de frutas, legumes e verduras (alimentos que devem ser consumidos diariamente), a dica é incluir em sua dieta alimentos funcionais. Mas o que são alimentos funcionais?

São alimentos ou ingredientes que produzem efeitos benéficos à saúde, além de suas funções nutricionais básicas. Esses alimentos oferecem vários benefícios à saúde, além do seu valor nutritivo, sendo assim, esses alimentos podem reduzir o risco de doenças crônicas degenerativas como câncer, diabetes, doença cardiovascular, entre outras.




Alimentos funcionais e suas propriedades

Muitas pessoas sofrem com o colesterol alto (aumento das placas nas paredes das artérias do coração), e podem sofrer ataques do coração se as artérias forem bloqueadas. Por isso, quem tem tendência ao colesterol alto devem tomar alguns cuidados como diminuir o consumo de sal, gorduras, carnes vermelhas e fazer atividade física com regularidade. A alimentação correta exerce forte influência no controle do colesterol, por isso quem tem problemas de colesterol deve incluir alimentos como fitosteróis. Como essa substância não é produzida pelo organismo, o consumo de fitosteróis deve ser incluída em sua dieta, já que estudos mostram a eficácia desses alimentos na redução do colesterol alto e do colesterol ruim (LDL).

Os alimentos antioxidantes são formados por vitaminas, minerais, pigmentos naturais, enzimas e outros compostos vegetais. Eles são os responsáveis pelo bloqueio do efeito danoso dos radicais livres. Ou seja, os antioxidantes ajudam a neutralizar os radicais livres, que podem prejudicar as células sadias do corpo. Mas o que são os radicais livres? São moléculas que são liberadas durante a queima do oxigênio pelas células. Ou seja, quando os radicais livres atacam as células do corpo, as enzimas protetoras do organismo combatem 99% dos danos, porém quando a produção de radicais livres aumenta, não há como combatê-los. Por isso, é que é necessária a inclusão de alimentos antioxidantes que sejam ricos em vitamina C, o betacaroteno (cenoura, mamão, couve, manga, espinafre, abóbora, damasco) e a vitamina E, flavonóides (suco natural de uva, vinho tinto), selênio, zinco, licopeno (tomate) e cobre.

As fibras fazem parte do grupo de alimentos funcionais porque elas contêm alto valor nutritivo e ajudam na manutenção da saúde. Além do mais as fibras ajudam no bom funcionamento do intestino, pois auxiliam na regulação e manutenção do sistema digestivo, ajudam a prevenir doenças, como a diabetes e a osteoporose, a reduzir o risco de de doenças do coração e também ajudam quem quer emagrecer, pois proporcionam sensação de saciedade por um período mais prolongado, e assim, a pessoa demora mais tempo para ter fome novamente.

É importante ressaltar que para trazer benefícios ao organismo, os alimentos funcionais têm que ser consumidos de forma regular. É preciso também que esses alimentos façam parte de uma dieta saudável e equilibrada (incluindo carboidratos, proteínas e lipídios), por isso vale a pena lembrar que é importante consultar um médico ou nutricionista para que ele elabore uma dieta personalizada e que vise a atender aos seus objetivos. Afinal, há alimentos que são ricos em gordura trans e saturada (prejudiciais à saúde), e além do mais pode ser que, por qualquer motivo, você não possa comer determinados tipos de alimentos. Ou então se for consumir os alimentos por conta própria talvez exagere na quantidade e, ao invés de fazer bem à saúde, você estará prejudicando o seu organismo.

Características e possíveis benefícios dos alimentos funcionais

Composto Ação Alimentos onde é encontrado
Isoflavonas Ação estrogênica (reduz sintomas da menopausa) e anti-câncer Soja e derivados
Proteínas de soja Redução dos níveis de colesterol Soja e derivados
Ácidos graxos ômega-3 Redução do LDL – colesterol; ação antiinflamatória; é indispensável para o desenvolvimento do cérebro e

da retina de recém nascidos

Peixes marinhos como sardinha, salmão, atum, anchova, arenque, etc
Ácido a – linolênico Estimula o sistema imunológico e tem ação antiinflamatória Óleos de linhaça, colza, soja; nozes e amêndoas
Catequinas Reduzem a incidência de certos tipos de câncer, reduzem o colesterol e estimulam o sistema imunológico Chá verde, cerejas, amoras, framboesas, mirtilo, uva roxa, vinho tinto
Licopeno Antioxidante, reduz níveis de colesterol e o risco de certos tipos de câncer, como de próstata Tomate e derivados, goiaba vermelha, pimentão vermelho, melancia
Luteína e Zeaxantina Antioxidantes; protegem contra degeneração macular Folhas verdes (luteína). Pequi e milho (zeaxantina)
Indóis e Isotiocianatos Indutores de enzimas protetoras contra o câncer, principalmente de mama Couve flor, repolho, brócolis, couve de bruxelas, rabanete, mostarda
Flavonóides Atividade anti-câncer, vasodilatadora, antiinflamatória e antioxidante Soja, frutas cítricas, tomate, pimentão, alcachofra, cereja
Fibras solúveis e

insolúveis

Reduz risco de câncer de cólon, melhora o funcionamento intestinal. As solúveis podem ajudar no controle da glicemia e no tratamento da obesidade, pois dão maior saciedade. Cereais integrais como aveia, centeio, cevada, farelo de trigo, etc; leguminosas como soja, feijão, ervilha, etc.; hortaliças com talos e frutas com casca
Prebióticos – frutooligossacarídeos, inulina Ativam a microflora intestinal, favorecendo o bom funcionamento do intestino Extraídos de vegetais como raiz de chicória e batata yacon
Sulfetos alílicos (alilsulfetos) Reduzem colesterol, pressão sanguínea, melhoram o sistema imunológico e reduzem risco de câncer gástrico Alho e cebola
Lignanas Inibição de tumores hormônio-dependentes Linhaça, noz moscada
Tanino Antioxidante, anti-séptico, vaso-constritor Maçã, sorgo, manjericão, manjerona, sálvia, uva, caju, soja
Estanóis e esteróis vegetais Reduzem risco de doenças cardiovasculares Extraídos de óleos vegetais como soja e de madeiras
Probióticos – Bífidobacterias e Lactobacilos Favorecem as funções gastrointestinais, reduzindo o risco de constipação e câncer de cólon Leites fermentados, Iogurtes e outros produtos lácteos fermentados

FONTE: Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde

 

REFERÊNCIAS

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/220_alimentos_funcionais.html

Comente através do Facebook