Certamente você já ouviu falar na linhaça linhaça. E pode-se dizer que atualmente seu consumo aumenta devido ao conhecimento das suas propriedades benéficas, sendo considerada um alimento funcional. Fontes de ômega 3 e ômega 6 e 9, vitaminas e minerais a linhaça pode ajudar na redução do risco de câncer e diabetes, nos niveis de colesterol bem como, reduzir a agregação plaquetária.

 

Muita gente se confunde a linhaça marrom e linhaça dourada, pois há informações equivocadas e por vezes desencontradas. A verdade é que não há diferenças entre a composição da linhaça marrom e a linhaça dourada, apenas na maneira como são cultivadas – o que faz a diferença.

No Brasil, a linhaça marrom é cultivada há tempos, pois é mais adepta a climas quentes. Só agora o cultivo da linhaça dourada tem ganhado força no país.

Benefícios da Linhaça

Ômega 3, lignana, vitaminas, minerais… no que isso tudo se traduz quando falamos de benefícios? Veja a lista:

  • Emagrece: o ômega 3 presente na linhaça tem efeito anti-inflamatório, combatendo o acúmulo de gordura;
  • Previne problemas cardíacos: o ômega 3 também regula os níveis de triglicérides e colesterol, ajudando a controlar a pressão arterial;
  • Alternativa para dieta vegetariana:  a linhaça é uma ótima alternativa para vegetarianos que não comem peixe e assim não consomem ômega 3;
  • Ação antioxidante: a ação antioxidante da linhaça combate o envelhecimento precoce e previne diversos tipos de câncer, como o câncer de cólon, próstata e mama;
  • Fortalece cabelos e unhas: além de ajudar no crescimento das unhas e dos cabelos, a linhaça os torna ainda mais resistentes;
  • Rica em ômega 3, 6 e 9: além dos benefícios de ser boa gordura, os ômega 3, 6 e 9 ajudam a combater depressão, protegem o fígado, tratam a acne (manchas vermelhas, eczemas, psoríase e rosácea) e são ricos em ferro e vitamina C, sendo ótimos anti-inflamatórios e ajudando o sistema cardiovascular e o sistema nervoso.

Como consumir a linhaça

Não existe recomendação para o consumo da linhaça, pois os estudos ainda são poucos e na sua grande maioria com níveis de evidência baixos.

Precauções: A linhaça pode desacelerar a velocidade com que o seu organismo absorve os medicamentos orais ou outros nutrientes, e se consumida em excesso também pode causar diarreia, cólicas, gases e alergias. Portanto, antes de qualquer inclusão de suplemento na sua dieta, procure um médico ou nutricionista para avaliar seu caso trazendo benefícios à sua saúde e não problemas.

REFERÊNCIAS

PELLIZZON, M.A. et al. Flaxseed reduces plasma cholesterol levels in hypercholesterolemic mouse models.American Journal of Clinical Nutrition, v.26, n.1, p.66-75, 2007.

DDODIN, S. et al. Flaxseed on cardiovascular disease markers in healthy menopausal women: a randomized, doublé-blind, placebo-controlled trial. Nutrition, v.24, n.1, p.23-30, 2008.

MOLENA-FERNANDES, C.A et al . Avaliação dos efeitos da suplementação com farinha de linhaça (Linum usitatissimum L.) marrom e dourada sobre o perfil lipídico e a evolução ponderal em ratos Wistar. Rev. bras. plantas med.,  Botucatu ,  v. 12, n. 2, p. 201-207, June  2010 .

Veja também

Comente através do Facebook