Os incríveis Super Alimentos

Cresce cada vez mais o número de pessoas que investe em uma alimentação saudável, rica em nutrientes. E se antes o objetivo era investir na alimentação para ter um corpo escultural, aliado a exercícios físicos, agora, as pessoas também estão pensando mais seriamente em sua saúde. Por isso, estão optando por alimentos mais saudáveis e procurando se informar sobre que alimentos podem trazer mais benefícios ao seu organismo. Ou seja, estão buscando melhor qualidade de vida também através da alimentação.

Cada pessoa tem suas motivações para escolher o que será ingerido e em que quantidade. Afinal, ao selecionar o que será consumido, a pessoa terá mais chances de atingir os seus objetivos, seja ele reduzir os índices de colesterol, se prevenir contra doenças como osteoporose, câncer ou diabetes, ajudar na manutenção do peso, diminuir o risco de doenças cardiovasculares, entre outros. Mas, que tipo de alimentos escolher?

Alguns alimentos estão sendo chamados de superalimentos, pois são considerados muito nutritivos, contendo substâncias capazes de propiciar uma melhor qualidade de vida através da prevenção de diversos problemas de saúde. E isso é possível devido a sua concentração de fibras, proteínas, vitaminas e minerais. Além é claro, de possuírem, por exemplo, ação antioxidante, que ajuda a combater os radicais livres e a retardar o envelhecimento.

Benefícios dos superalimentos

Alguns superalimentos já são bem conhecidos dos consumidores em geral, como açaí, chocolate (de qualidade) e castanha, mas há outros que, apesar de terem comprovada a sua eficiência, ainda não fazem parte do cardápio da maioria das pessoas, como quinoa, aveia e cogumelos. Por isso, confira a seguir alguns benefícios dos superalimentos, e comece a incluí-los na sua alimentação.

  • Açaí – alimento aliado do coração. É capaz de diminuir os índices ruins do mau colesterol. Deve ser consumido puro, ou seja, sem adição de açúcar, granola, farinha ou outra fruta.
  • Quinoa – possui as mesmas proteínas do leite materno. É considerado o mais nutritivo dos vegetais. Fonte de proteínas e minerais. A quinoa reduz os índices do colesterol ruim e dos triglicérides, evitando problemas cardiovasculares.
  • Cacau – o chocolate cru é super saudável, e evita o envelhecimento celular. Só que é preciso cuidado. O cacau é um produto muito calórico.
  • Chocolate amargo – é mais saudável que os outros tipos de chocolate. Rico em antioxidantes (combate os radicais livres, evitando o envelhecimento precoce, e reduz os riscos de problemas cardíacos e derrames). O chocolate amargo deve ter pelo menos 70% de cacau. Deve-se comer um quadradinho por dia.
  • Castanha do Brasil – alimento que combate o estresse e a perda de memória. No entanto, não se pode comer castanha em excesso, pois ela contém selênio. Quando ingerido em excesso, o selênio é tóxico. Deve-se comer uma castanha por dia.
  • Salmão – contém ômega 3, substância considerada amiga do coração e do bom humor, pois combate à depressão. Alimentos com ômega 3 também protegem o organismo contra doenças degenerativas, como Alzheimer, e ainda combate o câncer. O salmão também contém vitamina D.
  • Aveia – importante no controle do mau colesterol e no controle de peso, pois devido à presença de fibras solúveis e insolúveis, a aveia confere sensação de saciedade, e a pessoa demora mais tempo para sentir fome. A aveia pode ser utilizada para preparar bolos, mingaus, sopas, ou para ser misturada a frutas e outros alimentos.
  • Batata doce – rico em antioxidantes, carboidratos, fibras, vitaminas, manganês e potássio. Pode ser usada em pratos doces ou salgados. Fonte de betacaroteno, o componente que potencializa o bronzeado durante o verão.
  • Inhame – fonte de proteínas, potássio e fósforo, carboidratos e fibras. Atua na prevenção de doenças como artrite, osteoroporose e cálculos renais.
  • Acelga – fonte de vitamina A, B e C. Come-se as folhas e os talos. As folhas ajudam a manter o bom funcionamento cerebral. Pode ser consumida crua, cozida ou refogada com azeite e óleo.
  • Azeite de oliva – o consumo do óleo combate o mal de Alzheimer e a confusão mental. Evita o acúmulo de gordura, que provoca doenças cardiovasculares e diabetes, combate a osteoporose e inflamações. A manteiga no pão pode ser substituída por um fio de azeite. Basta duas colheres de sopa por dia.

Superalimentos

  • Lentilha – rica em proteína vegetal. Alto teor de fibras, ferro e vitaminas. Possui pouca gordura. Ajuda na formação e no fortalecimento da massa muscular e na cicatrização de ferimentos.
  • Soja – o grão é rico em proteína vegetal. O consumo está associado ao combate ao câncer, obesidade e diabetes, e ainda à osteoporose após a menopausa.
  • Melancia – pouco calórica. Confere sensação de saciedade. Contém vitaminas A e C. Importante fonte de licopeno, um antioxidante que ajuda o corpo a combater doenças, como o câncer.
  • Kiwi – tem efeito anti-inflamatório, antioxidante, anticancerígeno e laxativo. Fonte de vitamina C, E, B6, niacina, potássio, magnésio, cobre, fosfato e fibras. Melhora o sistema imunológico, auxilia a diminuição dos níveis de colesterol no sangue, colabora para a saúde cardíaca.
  • Framboesa – possui vitaminas A, C, B1 (tiamina) e B5 (niacina), sais minerais como ferro, fósforo e cálcio e fibras. Contém elagitanina, uma versão de antioxidante que combate o câncer.
  • Abacate – rico em gordura monoinsaturada (gordura do bem). Pode ajudar na manutenção ou perda de peso e na redução do colesterol e triglicérides. Contém ainda potássio, magnésio, ácido fólico, proteínas e as vitaminas B6, E e K. Como é muito calórico, o ideal é comer somente metade de um abacate diariamente.
  • Uva-passa – contém fibras, sais minerais como fósforo, ferro, cálcio e potássio e vitaminas do complexo B. Fonte de carboidratos. Atua na prevenção de doenças crônicas degenerativas e de doenças do envelhecimento e na prevenção e na diminuição da perda óssea após a menopausa.
  • Brócolis – rico em vitaminas A e C, fibras, ácido fólico, cálcio, ferro, potássio. Contém propriedades antioxidantes e anticancerígenas. Ajuda a regular a insulina e o açúcar no sangue.
  • Espinafre – folhas são ricas em vitaminas A, C e K e também luteína, importante para boa saúde dos olhos.
  • Tomate – rico em licopeno ao organismo (agente antioxidante e anticancerígeno). Combate os radicais livres, retardando o envelhecimento e protege contra alguns tipos de câncer. Contém vitamina A, do complexo B e C e sais minerais (cálcio, potássio e ácido fólico).
  • Chá verde – desintoxica, acelera o metabolismo e queima gordura. Atua no combate ao câncer, doenças cardíacas, diabetes e derrames. Ajuda a emagrecer pois acelera o metabolismo.
  • Amêndoas – ajuda a emagrecer se ingerida com moderação. Reduz o mau colesterol.
  • Nozes – rica em fibras, proteínas, vitaminas, minerais, gorduras poli-insaturadas, como o ômega 6, que ajudam a manter o colesterol bom (HDL). Melhora o sono, previne doenças cardíacas e câncer, combate o estresse. Deve-se ingerir seis nozes por dia.
  • Leite orgânico – rico em antioxidantes, vitaminas, carotenóides e ácidos graxos (ômega 3 e gordura poli-insaturada). Ajuda no combate ao câncer e aos problemas cardíacos.
  • Iogurte grego – fonte de proteína dietética, cálcio, mas contém gordura saturada (não é saudável), por isso procure iogurte grego feito com leite desnatado ou de baixa gordura.
  • Cogumelos – há várias espécies de cogumelo. Contêm fibras, vitaminas do complexo B, ácido fólico. Auxilia no funcionamento do intestino, controla o colesterol e favorece o emagrecimento (reduz a absorção de gordura e promove saciedade).
  • Feijões vermelhos – ricos em substâncias antioxidantes. Contém proteínas, minerais, ácido fólico e fibras que ajudam o corpo a queimar gordura e conferem sensação de saciedade.
  • Ovos – ricos em proteína, vitamina A e D e colina, ferro, zinco e ácido fólico. Atuam na manutenção da força muscular e redução da perda de massa muscular, na manutenção da estrutura das membranas celulares e na prevenção da degeneração dos olhos.
  • Sementes de abóbora – ricas em ácidos graxos mono e poli-insaturados, vitaminas A, E e do complexo B, fibras e minerais como zinco, magnésio e potássio. Atua na redução do colesterol, na proteção dos ossos e no emagrecimento.
  • Cerejas – fonte de lipídeos. Contém cálcio, carboidratos, vitaminas A, B1, B2, C, fósforo, ferro, niacina e flavonóides. Possui propriedade antioxidante.
  • Mirtilos – contém vitamina C e E, além de fibras. Possui agente antioxidante, combatendo o envelhecimento. Protege o coração e pode ajudar a controlar a pressão arterial.
  • Maca peruana – é como um rabanete. Retarda o envelhecimento, fortifica os ossos e aumenta o desejo sexual. É mais consumido em forma de suco ou coquetel.

Comente através do Facebook